Tradução do Gerador de Personagens de Star Wars V0.7

programa

Nós do Dados Malditos começamos em dezembro a fazer uma tradução do excelente programa de criação de personagens do OggDude para o RPG Fronteira do Império.

A tradução em si já está pronta, mas dada a quantidade de campos que para traduzir (eram mais de 3.700) além de impencilhos criados pelo próprio programa, ainda é preciso uma boa dose de revisão.

Continuar lendo

Anúncios

A Regra das Três Pistas – Parte 2: Usando e expandido a regra

Se você não leu ainda a parte I, ela pode ser encontrada aqui.

Continuação da tradução do texto de  Justin Alexander, publicado em 8 de maio de 2008 no blog “The Alexandrian”.
Traduzido e adaptado por Thales Ramon.

 

A Regra das Três Pistas

testament_sherlock_holmes-50

Sempre que você estiver planejando uma aventura de mistério, você deve invariavelmente seguir a Regra das Três Pistas:

“Para cada conclusão que você quer que os PJs cheguem, inclua ao menos três pistas.”

Por quê três? Porque os PJs irão provavelmente perder a primeira, ignorar a segunda e interpretar mal a terceira antes de fazer um incrível salto de lógica que os levará onde eles queriam chegar o tempo inteiro.

Eu estou brincando, é claro. Mas se você pensar em cada pista como um plano (Os PJs vão encontrar A, concluir B, e ir para C), então quando você tem três pistas você não tem apenas um plano – você tem dois planos de reserva. E quando você percebe que seus planos nunca sobrevivem ao contato com os jogadores, a necessidade desses planos de reserva fica clara.

Continuar lendo

A Regra das Três Pistas – parte I – O problema com aventuras de mistério

Texto original de Justin Alexander, publicado em 8 de maio de 2008 no blog “The Alexandrian“.
Traduzido e adaptado por Thales Ramon.

Aventuras de mistério para RPGs tem adquirido a reputação de se tornarem desastres não mitigáveis: os PJs irão acabar desviando-se brutalmente do caminho ou falharão em encontrar uma pista específica, e toda a aventura  obliterar-se-á  até parar bruscamente ou desmoronar da encosta mais próxima. Os jogadores tornarão-se incertos sobre o que deveriam estar fazendo. O GM se sentirá como se os jogadores tivessem feito algo de errado. E toda a tarde provavelmente terminará em tédio, frustração, ou os dois.

Eis um exemplo típico: quando os PJs se aproximam de uma cena de assassinato,  eles não procuram fora da casa, então eles nunca encontram as pegadas de lobo que se transformam em pegadas de humano. Eles falham no “Teste de Procurar” para achar as cartas de amor escondidas, e assim nunca compreenderão que ambas as mulheres estavam sendo cortejadas pelo mesmo homem. Eles encontram um engradado onde se lê “Carne do Danner” mas, ao invés de voltar para investigar o açougueiro local com quem eles falaram mais cedo, eles decidem procurar a fábrica de processamento de carne mais próxima.

Em decorrência de problemas como esse, muitas pessoas chegam a uma conclusão errônea: aventuras de mistério em RPGs é uma má ideia. Em um mistério de assassinato típico, por exemplo, o protagonista é um detetive brilhante. Os jogadores provavelmente não são detetives brilhantes. Portanto, mistérios são impossíveis.

Continuar lendo

Tradução do Gerador de Personagens de Star Wars V0.5

programa

Nós do Dados Malditos começamos em dezembro a fazer uma tradução do excelente programa de criação de personagens do OggDude para o RPG Fronteira do Império.

A tradução em si já está pronta, mas dada a quantidade de campos que para traduzir (eram mais de 3.700) além de impencilhos criados pelo próprio programa, ainda é preciso uma boa dose de revisão.

Por isso, resolvemos liberar a tradução no estado em que se encontra. Os que não sabem muito de inglês podem usar relativamente sem problemas, apesar de provavelmente ter muitos erros ainda, eles não tornam impossível de utilizar o programa. Continuar lendo

As Trilhas e os PJs – Tradução de Sombras de Esteren RPG Parte 6

Shadows of Esteren é um RPG de terror medieval que se inspira no gótico e no horror para criar um mundo realista e cruel baseado na cultura celta. Entre outras inspirações dele se encontram Ravenloft, Guerra dos Tronos e também Nausicaä, do Hayao Miyazaki.

Nós do Dados Malditos escrevemos sobre uma pequena resenha, ou melhor, uma espécie de apresentação, sobre esse RPG e realmente esperamos que ele seja publicado no Brasil um dia.

O Livro 0 – Prólogo de Shadows of Esteren está sendo traduzido por Renan Barcellos e revisado por Juliana Fajardini

Link parte 1   parte 2  parte 3   parte 4  parte 5

(gosta de Esteren? Entre no grupo brasileiro do RPG no facebook! )

================================================================

Resumo do Sistema de Regras

esteren4

Este resumo das regras de Sombras de Esteren inclui tudo o que é necessário para jogar os cenários que se encontram no capítulo “Presságios”. Embora alguns aspectos muito importantes, como a sanidade, sejam apenas brevemente mencionados, eles ainda possuem uma importância implícita em cada cenário.

As Trilhas e a Interpretação dos PJs

Em Sombras de Esteren, os PJs não possuem características que estimam o nível de suas capacidades físicas ou mentais (Força, Inteligência etc). Estes atributos são determinados por Vantagens e Desvantagens que são escolhidas durante a criação do Personagem.

Contudo, cada Personagem possui cinco Trilhas, que são características que determinam os traços principais de sua personalidade: Continuar lendo

Os Feondas – Tradução de Sombras de Esteren RPG Parte 5

Shadows of Esteren é um RPG de terror medieval que se inspira no gótico e no horror para criar um mundo realista e cruel baseado na cultura celta. Entre outras inspirações dele se encontram Ravenloft, Guerra dos Tronos e também Nausicaä, do Hayao Miyazaki.

Nós do Dados Malditos escrevemos sobre uma pequena resenha, ou melhor, uma espécie de apresentação, sobre esse RPG e realmente esperamos que ele seja publicado no Brasil um dia.

O Livro 0 – Prólogo de Shadows of Esteren está sendo traduzido por Renan Barcellos e revisado por Juliana Fajardini

Link parte 1   link parte 2  link parte 3  link parte 4

================================================================

ecran_right_panel

Os Feondas: uma Ameaça que Espreita na Escuridão

O contato com os Continentais permitiu que os Tri-Kazelianos descobrissem que eles compartilham com as pessoas de além das Asgeamar um problema antigo e insolucionável. De fato, até onde remonta a história, os humanos sempre precisaram lidar com a ameaça Feond. No idioma antigo de Tri-Kazel, a palavra “Feond” significa apenas “o inimigo”, e nenhuma outra forma de relacionamento foi estabelecida com essas criaturas. Ainda hoje, eles basicamente continuam um enigma. Os Feondas são seres cujas natureza e origem ainda são muito debatidas. Alguns parecem ser animais ou plantas que sofreram transformações anormais. Outros tomam formas muito mais sombrias e perturbadoras. Alguns deles parodiam a humanidade de formas abomináveis, chegando a utilizar máscaras funerárias roubadas de túmulos profanados. Alguns crimes particularmente horrendos fazem as pessoas acreditarem que os Feondas podem até mesmo possuir a mente dos fracos, ou então tomar forma humana para se infiltrar no coração das cidades. Ainda mais apavorante, diz-se que alguns Feondas podem animar os cadáveres de homens e animais para ordená-los a atacar os vivos.

Um Inimigo Misterioso

Ninguém sabe as exatas intenções dessas criaturas, que não constroem cidades e nem buscam exercer poder sobre um território, como os antigos chefes de clã costumavam fazer. Os Demorthèn acreditam que elas são uma expressão de morte e destruição desencadeada por espíritos da natureza caóticos. Os adeptos do Único veem neles demônios que merecem apenas a espada e a tocha. Quanto aos Magientistas, esses pensadores racionais do Continente, embora em sua maioria enxerguem os Feondas como predadores naturais que devem ser neutralizados pela humanidade, estão divididos entre teorias um tanto quanto fantasiosas. Ainda assim, os Feondas estão lá e sempre estiveram.

2071603c5a0a9d8f05203008b6810173_large

O período antigo e mítico do Aergewin fala sobre combates titânicos que os humanos da península empreenderam contra essas criaturas. Guiadas pelos Demorthèn de antigamente, as tribos de Tri-Kazel lutaram contra os monstros e conseguiram sobreviver até o fim daquela onda de destruição. Alguns contos e pinturas em cavernas apresentam criaturas imensas, maiores do que qualquer animal conhecido; seres colossais que vagavam pelo mundo e chacinavam os homens ou destruíam uns aos outros em batalhas terríveis. Este período acabou e a ameaça Feond nunca foi tão forte quanto nos tempos ancestrais. Contudo, ela não deixou de existir completamente.

Uma Ameaça Constante

Embora por vezes ataquem vilas pequenas, os Feondas não parecem possuir nenhuma estratégia ou plano compreensível. Nos vilarejos das terras altas, podem se passar anos sem se encontrar vestígio algum dessas criaturas, para então subitamente uma horda aparecer e sobrepujar os protetores da comunidade. Feondas não fazem prisioneiros, não poupam ninguém e seu comportamento é verdadeiramente alienígena. Por isso, em níveis diferentes, todo Tri-Kazeliano vive com medo. Ao simplesmente sair das muralhas de um vilarejo, ou deixar uma estrada, é possível sentir a presença inquietante de seres espreitando em cavernas, pântanos e bosques sombrios.

Capturealone

Algumas Fontes de Inspiração

A atmosfera única de Sombras de Esteren é advinda de diferentes fontes de inspiração, incluindo mais notavelmente: Coração Valente, de Mel Gibson; os universos de Tim Burton, principalmente A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça; além de Nausicaä do Vale do Vento e Princesa Mononoke, de Hayao Miyazaki; e Berserk, o mangá de Kentaro Miura.

================================================================

Esta tradução está sendo realizada por Renan Barcellos, que, junto aos outros membros da Equipe Reduto do Bucaneiro, fez parte da revisão no Aventuras Urbanas que está sendo lançado pela Jambô. Também trabalhou no Monstronomicon (do Reinos de Ferro RPG, ainda não lançado), tanto traduzindo junto ao resto da equipe, revisando todo o trabalho e coordenando o projeto.

Aqui está um glossário com as palavras chaves já traduzidas. Se tiver alguma sugestão de mudança é só falar =)

Tradução de Sombras de Esteren: Livro 0 – Prólogo de Renan Barcellos e Juliana Fajardini está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Tradução do Livro 0 de Sombras de Esteren RPG – Parte 4

Shadows of Esteren é um RPG de terror medieval que se inspira no gótico e no horror para criar um mundo realista e cruel baseado na cultura celta. Entre outras inspirações dele se encontram Ravenloft, Guerra dos Tronos e também Nausicaä, do Hayao Miyazaki.

Nós do Dados Malditos escrevemos sobre uma pequena resenha, ou melhor, uma espécie de apresentação, sobre esse RPG e realmente esperamos que ele seja publicado no Brasil um dia.

O Livro 0 – Prólogo está sendo traduzido por Renan Barcellos e revisado por Juliana Fajardini

Link parte 1   link parte 2  link parte 3

================================================================

Shadows-of-Esteren-Tuath

Vivendo em Tri-Kazel

À primeira vista, Tri-Kazel é uma sociedade feudal com três nações que compartilham da mesma origem, do mesmo sistema monetário e que possuem um idioma em comum. Ainda assim, a realidade é perceptivelmente mais complexa. Continuar lendo