Afinal, como é “Lenda dos Cinco Anéis” RPG? – Parte 2

5-aneis

(Não leu a primeira parte? Nela se explica a premissa básica de Lenda dos Cinco Anéis, em como o mundo  se parece com o Japão e os primórdios da história do Império de Rokugan)

Lenda dos Cinco Anéis é um RPG oriental. O mundo do jogo não é o Japão e nem se propõe a ser, mas é principalmente inspirado na cultura nipônica para compor Rokugan, O Império Esmeralda, onde a maior parte das histórias acontecem. Mas e quanto aos jogadores? Ou melhor, e quanto aos personagens dos jogadores? Em um mundo tão rico em história e conteúdo, que tipo de habitante de Rokugan os jogadores assumirão os papéis?

Alguém pode querer jogar com um monge benevolente, ou talvez um ninja sombrio, quem sabe um ronin viajante ou mesmo um homem pouco a pouco dominado pela influência das trevas, caso o mestre permita. No entanto, Lenda dos Cinco Anéis é principalmente um jogo sobre interpretar samurais. Não só um samurai qualquer, mas samurai de um dos Grandes Clãs de Rokugan.

Quando o kami Hantei I ganhou o torneio contra seus irmãos, ele foi declarado o primeiro Imperador do que viria a ser estabelecido como o Império de Rokugan. Seus irmãos e irmãs, os outros participantes, lhe juraram fidelidade, cada um criando para si uma casa, um Clã, que traria suas principais características e capacidades para melhor servir o Imperador e o novo Império.

Sete Grandes Clãs foram criados nos primórdios do Império Esmeralda e dois novos surgiram em tempos recentes. Cada um deles abrange algumas famílias, cada uma com um papel diferente dentro de seu clã. Essas famílias não representam apenas uma ligação de sangue, mas também de vassalagem, tendo um ramo principal que descende dos fundadores e vários outros agrupamentos que prestaram juramento aos fundadores e seus descendentes e conquistaram o direito de utilizar o nome da família.

É importante notar que, apesar da palavra samurai evocar imediatamente um guerreiro, nem todos os samurais de Rokugan são combatentes (assim como também não eram os do Japão), muitos sendo cortesões, políticos, artesões e shugenjas. Samurai é o nome da casta em si, mas, em Rokugan, o individuo pode pertencer a casta samurai e ainda assim ser um comerciante… ou um ninja!

CARANGUEJO    Crab

Hida_Fujita

O Clã Caranguejo foi criado por Hida, o maior e o mais forte entre os kami e também por muito tempo o guerreiro mais temido de Rokugan. O clã criado por ele refletia a sua identidade, e o Caranguejo foi fundado com o objetivo de serem os defensores de Rokugan, de resistir e lutar contra inimigos que só eles mesmos conseguiriam enfrentar e sobreviver. O papel principal do Caranguejo é ser a primeira defesa do Império contra as Terras Sombrias, lugar onde a influência do Jigoku – o reino espiritual do mal – toca e distorce o mundo; uma terra repleta de monstros, onis e criaturas malignas. Para isso os samurais do Caranguejo não têm tempo para trivialidades ou etiqueta.

Os Caranguejos vivem num estado constante de guerra, onde precisam defender a Muralha do Carpinteiro contra criaturas que podem corromper os homens com apenas um toque. É fato que eles perdem homens e mulheres valorosos diariamente para permitir que o resto de Rokugan possa dormir em paz, mas este é o seu dever e nunca iriam deixá-lo de lado. Os samurais do Caranguejo costumam ser truculentos, teimosos e corajosos, sacrificando o que for necessário para cumprir o seu dever.

DRAGÃO    Dragon

Mirumoto_Shiryu

O Clã Dragão foi fundado por Togashi, o mais misterioso e enigmático dos kami. O papel do Dragão é algo difícil de se precisar, dado a natureza um tanto quanto errática de seus membros e de seu fundador, mas é deles o dever de observar e registrar a história e filosofia do Império. O clã como um todo é recluso, permanecendo principalmente em suas terras e interagindo pouco com o resto do Império, a não ser que seja o momento de agir, instante que aparentemente apenas os seus membros consegue entender. Togashi não lutou no Torneio dos Kami porque ele já sabia qual seria o resultado, de forma semelhante, os samurais de seu clã são vistos como estranhos e possuidores de uma filosofia um tanto diferente daquela do resto do Império.

O Clã preza o autoconhecimento e o autoaprimoramento, por isso seus samurais são encorajados a encontrar o seu próprio caminho e enxergar o mundo como acham que ele deve ser visto. Os samurais do Dragão costumam ser excêntricos pelos padrões rokugani, se preocupando com coisas irrelevantes e não dando atenção ao que seria essencial. Cada um de seus membros busca encontrar a si mesmo, seja no caminho do monge ou no caminho das duas espadas.

ESCORPIÃO   Scorpion

Bayushi_Nitoshi

Criado por Bayushi, o Clã Escorpião foi feito para encarar as coisas como elas realmente eram, sem se deixar nublar pelas lentes da honra. Enquanto os kami viam o potencial na terra em que caíram, Bayushi entendia os perigos que existiam e estava disposto a fazer o necessário para proteger a sua família. E por isso o Clã Escorpião é conhecido as vezes como a Mão Clandestina do Imperador, pois não se apegam ao conceito de honra e honestidade e estão disposto a fazer o que for necessário para proteger o Império, mesmo que isso envolva espionar, manipular e assassinar seus inimigos.

Além disso, o Escorpião por muito tempo se auto-impôs o papel de ser o vilão do Império, pois seus membros sabiam que os outros clãs não se voltariam contra o Imperador enquanto houvesse um grupo que fosse odiado e desprezado por suas tramas e sua falta de honra. Os samurais do Escorpião sempre usam máscaras e são sempre lembrados como manipuladores, egoístas e traiçoeiros, sempre procurando vantagem para o próprio clã. No entanto, talvez os samurais deste clã sejam uns dos mais leais de Rokugan.

Fênix   Phoenix

Isawa_Tamaki

Shiba era inquestionavelmente o mais sábio entre os kami, portanto, não é de se espantar que o clã que fundou, o Clã Fênix, tenha um posicionamento pacifista e busque o conhecimento dos espíritos estudando os elementais e os diversos mundos que compõe a existência. O papel da Fênix no Império é o de estudiosos dos mundos espirituais, de conhecedores  dos espíritos e também como uns dos maiores shugenjas de Rokugan.

Os samurais da Fênix costumam preferir a diplomacia ao invés da guerra, no entanto, também não se preocupam tanto com o ambiente agressivo das cortes rokugani, se dedicando a fomentar novas descobertas filosóficas e espirituais, proteger conhecimento que não pode cair em mãos erradas e, as vezes, destruir aqueles que usam conhecimento proibido para o mal. O típico samurai da Fênix  ou é estudioso dos elementos, dos espíritos e das teorias mágicas ou então compreende a importância de tais estudos e se dedica a proteger os shugenjas e as descobertas do clã.  Mesmo os guerreiros da Fênix costuma ter um nível de entendimento sobre magia, os kami elementais e os reinos espirituais.

GARÇA   Crane

IronCrane

Entre todos os kami, Lady Doji era a mais refinada e preocupada com bons modos, arte e cultura, foi ela que determinou as bases do que seria a civilização, os costumes e a etiqueta da casta dos samurai. O Clã Garça, portanto, sãos os detentores desse legado, se portando sempre de forma elegante e preocupados com as artes, a diplomacia e as interações sociais do Império. Considerados a Mão Esquerda do Imperador, a Garça é um Clã que detêm grande poder político e determina os padrões do belo e do adequado dentro do Império.

Seja no campo artístico, marcial ou interpessoal, as Garças buscam sempre perfeição e elegância, sempre seguindo as regras complexas de etiqueta e produzindo alguns dos duelistas e artesões mais capazes de Rokugan. Os samurais da Garça são sempre refinados e em sua maioria, bem apessoados, guerreiros e cortesões que prezam a discrição e a graciosidade. Alguns exibem certa arrogância, principalmente seus duelistas, que estão entre os mais letais de todo o Império. Mas o domínio da política que os cortesões da Garça exibem pode ser tão letal quanto uma espada.

LEÃO   Lion

Ikoma_Ayumu

Pode-se dizer que Akodo era o guerreiro e estrategista mais completo entre os kami, no entanto, era dado a momentos de fúria e tinha um temperamento ruim, assim como um Leão. O clã que criou não só herdou a sua capacidade marcial, sendo guerreiros corajosos e estrategistas magistrais, mas se tornou o clã que é considerado a epítome do Bushido. Para o Leão, não basta ser um guerreiro capaz, é preciso viver uma vida rígida, ímpia, não apenas seguindo os valores do código dos samurais, mas sendo o próprio Bushido. Honra e Coragem são dois dos pilares mais importantes para um Leão e ninguém negaria que este é o Clã mais honrado de Rokugan.

Ninguém poderia negar também o poderia militar do Clã de Akodo, que possui pelo menos duas vezes mais combatentes do que  todos os clãs com exceção do Caranguejo e do Unicórnio. Os samurais do Leão sempre normalmente se portam como baluartes do código do Bushido, em especial a honra. Precisam ser estoicos, íntegros e honrados, ou estarão desonrando o seu clã e o Império. Essa rigidez moral faz com que sejam difíceis de interagir e não sejam tão eficientes na política quanto poderiam. No entanto, seus generais podem ser extremamente práticos e eficientes, tendo estabelecido grande parte de como se faz guerra em Rokugan.

UNICÓRNIO  Unicorn

Moto_Chagatai_4

Após conseguirem reverter uma grande catástrofe em Rokugan, a kami Shinjo decidiu que iria viajar com seu clã para terras além do Império, dessa forma poderiam encontrar os perigos antes que eles chegassem até o Rokugan. Vários séculos se passaram até o retorno do Clã do Unicórnio e eles regressaram da viagem mudados. Tendo adquirido costumes de vários povos diferentes e se misturado com tribos bárbaras, já não eram tão parecidos com os rokugani e possuíam hábitos que certamente não eram comuns ao Império. E possuíam cavalos. Grandes cavalos de guerra, não os pequenos pôneis nativos de Rokugan, revolucionando assim a cavalaria e a guerra no Império.

No entanto, devido a seus costumes bárbaros que incluíam o uso de espadas estrangeiras chamadas de cimitarra, o consumo de carne vermelha, uso de roupas feitas de pelo de animais e se cumprimentarem com apertos de mãos sempre, bem como os nomes estrangeiros, sempre fariam com que fossem malvistos pelos outros clãs. O típico samurai Unicórnio possui feições um pouco incomuns aos rokuganis e nomes que não soam nativos. Podem ser mais calorosos no tratamento entre si, não frios como é comum aos samurais e seus modos são vistos como efusivos e exagerados. De todos os clãs são os que mais tem experiência com montarias e são os samurais que mais se preocupam com as castas baixas, como os camponeses.

LOUVA-A-DEUS   Mantis

3d0d2e81725563e15e1d1c968e8c33fa

O clã do Louva-a-Deus não foi fundado por um kami, ao invés disso foi criado por um homem mortal. Durante da época conhecida como Guerra dos Clãs, um samurai do Clã menor do Louva-a-Deus conseguiu juntar alguns clãs menores sob uma única bandeira, para se protegerem mutuamente do caos que acontecia no Império. A Aliança Yoritomo, como ficaram conhecidos se tornou uma força considerável e no fim da guerra conseguiram impor-se sobre os outros clãs, prometendo ajudar contra um inimigo em comum, mas exigindo reconhecimento como Clã Maior em troca.

A particularidade em sua criação faz com que muitos vejam o Clã do Louva-a-Deus como um clã de oportunistas que irão fazer o que for necessário para conseguirem status, poder e dinheiro. Opinião que só é reforçada pela cultura mercante que existe no clã, que lucra negociando especiarias de terras distantes e luxos vindos das ilhas que dominam, sem falar da grande afeição por navios, o mar e um pouco de pirataria. Por serem um agrupamento de clãs menores com culturas e disciplinas diferentes, não existe exatamente um samurai típico do Louva-a-Deus, embora a competência com navios, o uso de duas kamas e a ideia de pirataria sempre os acompanhe. Embora existam no Louva-a-Deus alguns dos melhores arqueiros e caçadores de recompensa.

ARANHA   Spider_2

Daigotsu_Kanpeki

O Clã da Aranha é o mais recente e certamente o mais controverso do Império. Foi fundado por Daigotsu, senhor das Terras Sombrias e o maior inimigo de Rokugan, como parte de um plano para se infiltrar no Império. No entanto, o Clã da Aranha adquiriu status de Clã Maior devido a um acordo que Daigotsu fez com a Imperatriz de Rokugan durante a chamada de Guerra dos Destruidores. O Clã da Aranha, portanto, é um clã que abraça a corrupção do Reino do Mal e possui muitos samurai corrompidos pela mácula das Terras Sombrias, ou mesmo mortos-vivos, além de louvarem um kami maligno abertamente.

Os outros clãs, especialmente o Caranguejo, detestam o clã da Aranha e vêem ele como uma aberração que só é aceita devido às ordens da Imperatriz Iweko I. Muitos em Rokugan acreditam que a Aranha só finge servir ao Império enquanto na verdade está tramando a sua queda, no entanto é certo que eles se esforçaram em seguir as ordens da Imperatriz Iweko, e muitos de seus samurais são leais ao Império. No futuro, chegará o dia em que a lealdade da Aranha será testada e ou o clã se manterá leal ao Império ou colaborará para a sua queda.

Agora que foi falado sobre os samurais de Rokugan e os Grandes Clãs, o próximo post tratará dos inimigos e monstros que ameaçam o Império Esmeralda.

Para acompanhar, curta nossa página no face. Precisamos de sua ajuda 😉

Veja também o site da New Order, que trouxe L5A para o Brasil

E se quiser ler contos traduzidos de Rokugan, só clicar aqui

Por Renan Barcellos

Anúncios

2 comentários sobre “Afinal, como é “Lenda dos Cinco Anéis” RPG? – Parte 2

  1. Pingback: Afinal, como é “Lenda dos Cinco Anéis” RPG? – Parte 1 | dadosmalditos

  2. Pingback: Afinal, como é “Lenda dos Cinco Anéis” RPG? – Parte 4 | dadosmalditos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s