Arquétipos de Bárbaros

Se posso dizer que sei jogar bem com alguma classe ou tipo de personagem, seria facilmente o bárbaro. Quando apenas o guerreiro coberto de aço e empunhando várias armas diferentes não é o suficiente, as coisas sempre podem ficar mais selvagens. Bárbaros, berserkers, brutamontes e diversos outros diferentes, são os tipos de personagens que batem primeiro e perguntam depois, se sobrar alguma coisa para se perguntar. Usando armas gigantescas, duplas ou simplesmente os punhos, bárbaros fazem a primeira linha de ataque junto aos guerreiros e outros personagens com mais vitalidade. Sua principal característica, é claro, é a raiva. Nada de táticas inteligentes ou técnicas complicadas, aqui o que vale é fazer o maior estrago possível e da forma mais simples possível. Apesar de compartilharem muitas características, bárbaros podem ser tão diversificados quanto os outros tipos de personagem. Nesse post irei apresentar alguns arquétipos clássicos que podem auxiliar na construção de uma identidade para esse tipo de personagem, lembrando que esses arquétipos podem ser combinados e/ou completamente modificados para criar uma figura padrão como Conan e Red Sonja ou algo completamente diferente.

1 – Brutamontes bobão/bobalhona

Muitas vezes é a figura visualmente mais intimidadora do grupo. Com seu grande tamanho, músculos sólidos e provavelmente uma expressão mal-encarada, basta trocar algumas palavras para descobrir como o(a) brutamontes mal sabe contar até três. Apesar de serem bem poderosos(as) e capazes de fazer um grande estrago na hora do combate, personagens desse arquétipo costumam ter a inteligência e comportamento de uma criança. Falar errado ou em terceira pessoa (Hulk Esmaga!) é também uma característica bem marcante, assim como ser enganado(a) e seguir ordens de algum(a) outro(a) personagem. Também podem se tornar emocionais quando confrontados com algum tipo de assunto, como família ou algum bicho de estimação. Apesar disso, se descobrirem que foram enganados(as) ou se o emocional se inclinar para o lado certo, se tornam uma verdadeira máquina de demolição caçando insistentemente seu alvo e provavelmente destruindo boa parte do cenário até que nada mais se mova ao redor. Costumam usar armas grandes e concussivas como tacapes, maças e pilares de pedra ou apenas os enormes punhos.

W2_375.psd

“Me Smash you!”, Ogre – World of Warcraft

2 – Combatente endurecido(a) pela batalha

Enquanto o(a) brutamontes faz bastante barulho e tende a ser tão inteligente quanto as paredes que derruba, o(a) combatente é o(a) típico(a) lutador(a) sério(a) e de poucas palavras. Podem ser bem intimidadores visualmente, mas também podem não chamar muita atenção, sendo apenas mais um(a) figura poderosa no local. Tendo lutado em vários lugares e recebido uma grande quantidade de cicatrizes, o(a) combatente sabe como funciona um combate e se tornou um(a) sobrevivente. Também costuma se comunicar pouco, mas não é estúpido(a) como o(a) brutamontes. É comum que sejam lobos(as) solitários(as) e não gostam de perder tempo, vão direto ao assunto que querem tratar. Também não é difícil que sejam desconfiados(as) de todos ao seu redor, já que tem experiência de vida. As armas mais comuns são grandes espadas e machados, com as quais são temíveis em combate. Mesmo não gritando freneticamente, seu olhar mostra a fúria e as intenções de matar ou morrer.

Red Sonja

Red Sonja

3 – Viking

O terror dos mares. Tudo está bem, quando de repente uma horda de homens e mulheres de armas jorram de navios dragão e massacram tudo e todos, fogo é ateado as construções e todo o tesouro é saqueado. Vikings são os(as) lendários(as) guerreiros(as) escandinavos e de outros países do norte Europeu. Sua cultura é bem característica e sua fama é vasta. Vikings são bárbaros sociáveis e sabem se comportar normalmente e seguir as leis de sua terra. Muitos(as) são pais e mães e tem o dever de cuidar de sua família e suas propriedades. Vistos(as) nesse tipo de ambiente, são pessoas comuns, trabalhando para viver, rindo com amigos e amigas, bebendo em tavernas e orando a seus deuses e deusas. Porém, ao vestirem-se com seu equipamento e empunharem suas armas, vikings se tornam poderosos(as) oponentes de combate, seja por experiência ou por sua ira assustadora. Às vezes se utilizam de alguma técnica de combate, porém é mais fácil simplesmente fazer o(a) oponente parar de se mover o mais rápido possível. O armamento costuma ser composto de espadas e machados, uma ou duas mãos, às vezes acompanhando um escudo na primeira opção e uma armadura simples.

Lagertha, Vikings

Lagertha – Vikings

4 – Tribal

Incorporando muito bem o aspecto não-civilizado da palavra bárbaro, os(as) guerreiros(as) desse arquétipo destacam-se pelo seu aspecto selvagem. O primeiro impacto são suas roupas (ou falta delas) incorporando peles e ossos de animais e outras criaturas. Tatuagens e pinturas pelo corpo mesclam-se com ossos e outros tipos de “jóia” cravados em peles e carne para completar o visual. Lutadores(as) tribais, como seu nome implica, normalmente pertencem a alguma tribo ou civilização diferente das padronizadas pelo cenário. Os romanos chamavam de bárbaros aqueles que não seguiam sua cultura. Porém o arquétipo tribal traz as principais características dos povos primitivos, com linguagem própria e escrita (se houver) composta de imagens e símbolos típicas de homens das cavernas. É normal que essas pessoas se impressionem com a civilização e coisas que jamais viram, podendo facilmente atribuir aos deuses e se assustar, ou também tentar partir ao meio criaturas nunca vistas. Também costumam ter uma cultura e leis de vida bem peculiares, como por exemplo pedir permissão para entrar em florestas para caçar ou jamais adentrar locais que considere sagrados. Em combate podem ser extremamente perigosos, combinando velocidade e força para se livrar logo das presas. Se o objetivo é matar, o farão do melhor modo possível. Seu equipamento costuma ser constituído de materiais naturais, como grandes clavas ou lanças de madeira, mas nada impede de que tenham de algum modo adquirido algo mais polido como uma espada ou machado, embora isso não seja comum.

Kresh, The Bloodbraided - Magic: The Gathering

Kresh, The Bloodbraided – Magic: The Gathering

5 – Sanguinário(a) enlouquecido(a)

Além de levar muito a sério a questão do “bata primeiro e pergunte depois”, os(as) bárbaros(as) desse arquétipo garantem que irão fazê-lo da forma mais macabra que conseguirem. Seja por diversão, uma mente perturbada ou qualquer outro motivo, os(as) sanguinários(as) costumam fazer muita sujeira onde passam, criando cenários típicos de uma cena de terror, enquanto gargalham e narram como irão fazer uma “obra-de-arte” com os órgãos e o sangue de sua vítima. Geralmente são personagens rápidos(as) e de estatura normal, não chamando muita atenção caso estejam andando pacificamente por ai (normalmente não estão…). Alguns adornos macabros também são comuns, porém ao contrário do(a) guerreiro(a) tribal que os utilizam por status, poder divino ou qualquer outro motivo relacionado a sua cultura, os(as) sanguinários(as) os usam para aterrorizar as vítimas e mostrar experiência. Máscaras de feras e colares de crânios são as mais comuns. Para combinar com sua agilidade e dar uma melhor sensação de carnificina, costumam usar armas curtas e velozes, como espadas, facas e machadinhas, embora possam ser versões cruéis das mesmas (lâminas serrilhadas por exemplo). Para esse arquétipo, apenas matar não é importante, deixar a vítima irreconhecível faz parte do trabalho.

Guts, Berserker Armor. Não exatamente gargalhando, mas o estrago é inevitável - Berserk

Guts, Berserker Armor. Não exatamente gargalhando, mas o estrago é inevitável – Berserk

6 – Gigante(a) humorado(a)

Bárbaros(as) não precisam ser necessariamente máquinas de matar ignorantes e sem expressão. Eles podem apenas ser homens e mulheres bem fortes com uma incrível forma de combate, mas serem pessoas bem normais. Normalmente sendo o “alívio cômico” do seu contexto, os(as) gigantes(as) humorados(as) são companheiros(as) bem alegres e amigáveis. Mesmo que a situação esteja bem ruim, é difícil perderem o bom humor, às vezes até fazendo piadas ou rindo em situações as quais não deveriam, mas desculpar-se embaraçosamente depois faz parte. Costumam ser bem fiéis e tendem a ter um comportamento protetor para seus(suas) companheiros(as). Apesar do “título”, não precisam ser necessariamente gigantes, bastando ser um(a) lutador(a) feroz e com bom senso de humor. Geralmente estão seguindo ordens de alguém, porém, ao contrário do primeiro arquétipo, podem contribuir com algumas ideias mirabolantes e inteligentes. Seu equipamento costuma envolver armas enormes ou os punhos.

Gimli. Não gigante, mas humorado - Senhor dos Anéis

Gimli. Não gigante, mas humorado – Senhor dos Anéis

Caio “Tyghorn” Victor

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s